NOAA-ESRL posta um Índice Greenhouse Gas Anual (AGGI) definindo uma maneira simples e compreensível para medir o aquecimento-influência de gases-traço de longa duração e pista muda a cada ano. O AGGI foi projetado para preencher a lacuna no entendimento das mudanças nos gases do efeito estufa (GEE) que existe entre cientistas eo público.

O AGGI é directy proporcional à influência do aquecimento direto ( "forçantes climáticas") dos gases de efeito estufa no índice. O índice quantifica as forçantes climáticas globais de CO2, CH4 (Metano), N2O (óxido nitroso), CFC12, CFC11 e 15 GHG menores. Na 2014, os cinco principais GEEs representaram cerca de 96% de forçantes climáticas por GEEs de longa duração desde a 1750, a linha de base pré-industrial usada pelo IPCC. Os restantes gases halogenados menores 15 contribuíram com cerca de 4%. O índice é baseado em medições de gases de efeito estufa de vida longa e, NOAA estados, o índice contém pouca incerteza.

Alterações no AGGI são relatadas de 1979 (AGGI = 0.785) até o presente (2014: AGGI = 1.356). O índice usa o 1990 como um ano de linha de base com um valor de 1. O índice aumentou a cada ano desde o 1979. O gráfico abaixo mostra a trajetória similar de CO2 e o AGGI.

NOAA Índice anual de GEE

Graphic fonte NOAA Índice Greenhouse Gas Anual (AGGI)


Média global abundâncias de Major, Gases de Efeito Estufa de Longa Duração

Globais concentrações médias de GEE principais

Graphic fonte NOAA Índice Greenhouse Gas Anual (AGGI)

Referência

Butler, JH & Montzka, SA (2015) NOAA Índice Anual de Gases de Efeito Estufa (AGGI). Publicado online Primavera 2015, recuperou outubro 5, 2015, de http: // www.esrl.noaa.gov / gmd / aggi / aggi.html